Dicas e previsões de SEO para 2018

Principais dicas e previsões de SEO para o ano de 2018:

AMP como fator de classificação

À medida que mais e mais pessoas passam a usar dispositivos móveis para acessar a web, o Google fará com que o projeto Accelerated Mobile Pages ocupe o centro das atenções.

Até agora, a AMP não foi oficialmente declarada como fator de classificação. No entanto, já tem um grande impacto no desempenho e na busca do site.

Geralmente, os usuários abandonam sites que não carregam em dois segundos. É lógico, portanto, que você garanta que as páginas de seu site sejam carregadas rapidamente em uma tela pequena.

Compreenda o Google RankBrain

Em 2015, o Google anunciou que uma nova fator de seu algoritmo chamado RankBrain se tornaria um importante fator de classificação.

Essencialmente, o RankBrain é um sistema de aprendizagem de máquina (inteligência artificial) que ajuda o Google a organizar e classificar resultados de pesquisa.

O que RankBrain faz é ajustar a forma como as pessoas interagem com os resultados da pesquisa e move esses resultados individuais para cima ou para baixo no ranking de acordo com o algoritmo.

Como o RankBrain trabalha na vida real? Digamos que você mora em Salvador BA e faça uma pesquisa no Google para “pintores em Salvador BA”. Em seguida, clique nos primeiros 5 resultados na pesquisa do Google.

Enquanto as primeiras duas empresas de pintura pareçam interessantes, a empresa FCK Pinturas Ltda realmente possui um site convincente. Na verdade, você acaba gastando 5 minutos completos visitando esse site em particular, lendo sobre a empresa, escolhendo seus depoimentos e eventualmente entrando em contato com a empresa.

O que o Google faz através do RankBrain é verificar e analisar o tempo que um usuário gasta em todos os três sites. O RankBrain “vê” que um usuário gasta apenas 25 segundos no site da primeira empresa, 45 segundos no segundo site e um total de 5 minutos no terceiro site. O RankBrain toma nota disso e depois também “analisa” o que outras pessoas fazem. Se pessoas suficientes se rejeitarem o primeiro resultado, mas continuem visitando o terceiro, o Google irá substituir o primeiro resultado e mover para cima o resultado onde as pessoas passam mais tempo no site.

O RankBrain concentra-se nestes dois fatores principais:

  • tempo de permanência;
  • taxa de cliques.

O tempo de permanência é o tempo que as pessoas gastam em um site.

A taxa de cliques (conhecida como Click Through Rate) é a porcentagem de pessoas que clicam em um determinado resultado.

Um estudo recente de uma empresa (chamada SearchMetrics) revelou que os dez melhores resultados do Google geralmente têm um tempo de permanência que é superior a 3 minutos.

A melhor dica de SEO que posso dar sobre o RankBrain é trabalhar arduamente para aumentar o tempo de permanência dos usuários em seu site. Faça isso com conteúdo relevante e boa usabilidade.

Links e palavras-chave

Os mecanismos de busca estão começando a prestar mais atenção à maneira como os usuários interagem com seu site.

Enquanto o SEO costumava ser um trabalho para a equipe técnica, a responsabilidade agora foi transferida para profissionais de marketing on-line. Eles são obrigados a possuir um rico conhecimento de SEO on-page e off-site. Além disso, precisam ser criativos para criar conteúdo de qualidade e precisam entender o comportamento do usuário.

Se o Google está dedicando mais tempo e energia para melhorar a compreensão das consultas e necessidades dos visitantes, por que você não vai se esforçar para isso também?

Os mecanismos de busca estão fazendo o seu melhor para entender completamente a semântica por trás de cada consulta dos usuários. E  os proprietários de sites têm que fazer o que for que esteja ao seu alcance para otimizar o conteúdo de forma que tanto os usuários como os mecanismos de busca compreendam sobre o que são as páginas do site.

Ênfase no design

Note-se que o design ainda desempenha um papel importante.

Além da abordagem responsiva (mobile-first) para o desenvolvimento do site, estamos ouvindo cada vez mais sobre a importância de um efeito visual. De fato, especialistas relatam que, por sua própria experiência, os usuários deixarão de interagir com um site se o considerarem pouco atraente.

Por esse motivo, estamos vendo mais e mais elementos gráficos, imagens de alta resolução, vídeos e outros conteúdos visuais que estão sendo implementados em sites.

Mas tenha sempre em mente que o usuário de 2018 apreciará a simplicidade da mensagem do seu site.

Um design minimalista é a opção preferida, já que o visitante do século XXI está sempre em movimento, procurando por uma solução instantânea. Como tal, os usuários precisam de um site que os conduza diretamente à resposta às suas buscas e não os bombardeie com uma multidão de elementos chamativos e irrelevantes.

 

Comente